sábado, 14 de março de 2009

Cândida e a aproximação do Verão

Com a entrada da primavera e as mudanças de temperatura bruscas começam os problemas de alergias de vários tipos. No ano passado assim que começou o tempo a aquecer comecei com uma sequência de infecções que parecia não ter fim.Espero que este ano as coisas melhorem.

As reacções alérgicas da pele variadas, surgem com maior frequência no verão. As micoses são resultantes da infecção da pele por fungos e são caracterizadas por manchas brancas; ou podem ainda surgir como lesões avermelhadas. A micose dá muita comichão, surge do contacto directo com as águas poluídas do mar e das piscinas ou pelo contacto com pessoas contaminadas. O suor cria um ambiente perfeito para que os fungos se multipliquem, por isso as micoses são mais comuns em axilas e virilhas ou debaixo das mamas.

As roupas largas de algodão são as melhores para evitar ou melhorar este problema. Banhos frios e rápidos e secar muito bem o corpo, principalmente na zona das pregas, entre os dedos, axilas, virilhas, nádegas etc.
Na altura da praia é importante não ficar com o fato de banho molhado no corpo.

Um outro factor MUITO IMPORTANTE é ter cuidado com os bolores da fruta, pois podem desencadear a candidíase. As frutas amadurecem mais rapidamente com o calor e ganham fungos.

Sofrer com a Cândida Albicans não significa propriamente estar sempre com infecção mas a verdade é que se não temos defesas a ela, ela nos debilita, facilita e proporciona N situações que nos deitam abaixo e nos deixam doentes.

As ALTERAÇÕES GLOBAIS e as mudanças climatéricas e os alimentos cada dia com menos qualidade, os maus hábitos e o sedentarismo e o stress, estão a fragilizar cada vez mais o ser humano. As nossas defesas vão caindo a cada dia, e todos todos nós temos culpa do que se está a passar.

É preciso reciclar o lixo que todos fazemos que por sinal é muito. Pensarmos que o mundo não é nosso e que estamos adoecendo o planeta, como queremos ter saúde se não cuidarmos do planeta em que vivemos?
Cada um deve fazer o seu melhor e passar a mensagem ao outro. O carro pode ficar muitas vezes em casa. Andar faz bem à saúde, evita a obesidade, activa a circulação que por sua vez vai nutrir melhor os nossos tecidos aumentando a nossa massa muscular.

Depois de todos estes conselhos certamente se estarão perguntando como eu arranjei esta doença! Pois nunca fumei, nunca bebi álcool, sempre comi razoavelmente, nunca comi bolos e sempre fiz desporto. Porém existem outros factores que podem contribuir para esta doença como o stress, problemas hereditários, e alergias, ou contágio (nos hospitais entre outros).

Contudo, creio que tenho resistido a esta doença (que no meu caso se agravou pelo facto dos médicos não me terem detectado a causa), por sempre ter tido uma vida saudável e muita força de vontade.

Por isso insisto com aqueles que sofrem de alguma forma de fragilidade e que não conseguem melhorar depois de se tratar com anti-inflamatórios, antibióticos etc. Que dizem andar sempre constipados (muitas vezes é alergia), garganta infectada, rouquidão, bronquites, sinusite, micoses, gases intestinais, fomes nocturnas, gases, ruídos nos intestinos, perturbação nervosa, cansaço crónico, dores articulares e musculares, infecções de bexiga ou vontade de urinar com ardor e muitos outros sintomas de nos deixar loucos, porque podemos sentir muito mau estar num mesmo dia, dias e dias sem parar ou apenas alguns destes sintomas (não se tem todos ao mesmo tempo). Tratem primeiro de ver como vai a vossa imunidade mas exijam exames e façam teste e análises de cultura à cândida albicans. E não estou falando da candidiase vaginal pois essa é a mais frequente entre as mulheres e é a que os médicos sabem identificar melhor por isso mais fácil de tratar mas igualmente preocupante.

Não me canso de repetir que a alimentação é uma das primeiras medidas a tomar. Eliminar logo tudo o que tenha leveduras e fermentos e farinhas e açúcares.

Não acredite cegamente em tudo o que seu médico lhe diz. Procure outras opiniões de outros profissionais de saúde.

Oiça o que o seu corpo lhe diz é "você que sente não ele". Seja racional, não desoriente, se não está em condições de fixar as coisas, aponte tudo o que sente para não esquecer, não aceite o ar de quem sabe tudo do seu médico, eles são muito frios ao sofrimento dos doentes e tendem a julgar todos por um.

Precisamos da ajuda dos médicos, mas cada corpo é um corpo e não reagimos todos da mesma maneira como eles não pensam todos da mesma maneira, nisso sou Doutorada, e falo por experiência própria.

2 comentários:

Nayara disse...

Conceição, foi ótimo ter lido o seu blog. Apresento vários dos sintomas que você descreveu, mas o médico que consultei nem mencionou a possibilidade dessa patologia.
Procurarei outro profissional para que, desta vez, o problema seja sanado e, acredite, sofro muito com ele...
Obrigada por escrever tão bem esse texto!

Conceição Ramos disse...

Olá Nayara, evidentemente que não mencionou,é o habitual...pois muitos deles nada sabem sobre os sintomas da cândida ou sobre como resolver o problema e muitos ainda desconhecem a vacina para a cândida albicans. Claro que a solução é insistir nos exames correctos e esperar algum tempo e repetir tudo de novo ou quando se sente pior. Ainda há quinze dias meus testes não acusaram nada esperei 2 dias e fui repetir tudo de novo,eu já estou diagnosticada mas demorou imenso e mesmo assim.... claro... acusou de novo! Abraço e força, disponha sim?