sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Pessoas com Alergia por Cândida Albicans e Infecções e Falta de Defesas Devem Ler:

Vou deixar aqui no meu blog um tema, o qual eu acho que todas as pessoas com alergia por cândida albicans, infecções e falta de defesas devem ler:

Tratamento naturopático para candidose
por Gilberto Coutinho

A candidíase, também conhecida como candidose, é uma afecção (doença) aguda, subaguda ou crónica, causada por leveduras (fungos unicelulares) pertencentes ao género Cândida, sobretudo por Cândida albicans. A infecção acomete, principalmente, a pele (áreas húmidas) e as mucosas (boca, língua, vagina e prepúcio, quando o pénis não foi circuncidado) e se apresenta sob a forma de erupção de pequenas pústulas esbranquiçadas (lesões cutâneas caracterizadas pela elevação circunscrita da pele contendo pus).

Em certas ocasiões, a cândida, levedura comum presente no organismo de todas as pessoas, pode também causar afecções (doenças) nas vísceras (digestivas, urinárias e cardíacas) e, inclusive, septicemias graves (conjunto de manifestações patológicas devido à invasão de germes patogénicos no organismo, por via sanguínea, provenientes de um foco infeccioso). Na maioria das vezes, a levedura é inofensiva no trato gastrointestinal. No entanto, eventualmente, ela pode multiplicar-se demasiadamente e ocasionar uma afecção significativa.

O crescimento excessivo da cândida, no organismo, pode ocasionar uma ampla variedade de sintomas, uma síndrome complexa conhecida como a da levedura ou candidíase crônica.

Observado, geralmente, após o tratamento com antibióticos (principalmente, tetraciclinas), o “sapinho” é uma candidose caracterizada pelo desenvolvimento de leveduras sobre a língua, mucosa bucal e laringe, na forma de placas brancas e pastosas. A proliferação excessiva de cândida no trato gastrointestinal é mais comumente associada ao uso crônico de antibióticos (de amplo espectro), como também de corticosteróides, drogas antiúlceras, contraceptivos orais (para o controle da natalidade), deficiência e ausência das secreções digestivas e ao consumo excessivo de carboidratos e açúcar na dieta. Os antibióticos matam as bactérias benéficas que ajudam a controlar a proliferação da Candida albicans. Por tal razão, deve-se fazer o uso terapêutico de lactobacilos acidófilos para se refazer a flora intestinal.

Os principais sistemas fisiológicos mais sensíveis à levedura são: gastrointestinal, geniturinário, endócrino, imune e nervoso. Alguns tipos de alergias encontram-se também associadas ao crescimento excessivo da cândida.

Prevenção

As medidas preventivas incluem o exame para diagnóstico precoce da candidíase vaginal durante o terceiro trimestre da gravidez, para se evitar infecção neo-natal, e as culturas de material colhido na boca de lactentes nos dois primeiros dias de vida, para isolar os bebés doentes e evitar epidemias de candidíase bucal em berçários.

Tal afecção, quando crônica, pode agravar outras condições clínicas: urticária, síndrome do intestino irritável, psoríase, AIDS e depressão.

As pessoas acometidas por candidíase crónica apresentam sintomas diferentes, devido a factores como idade, sexo, resistência do hospedeiro, imunidade, hábitos alimentares etc. Perfil de um paciente portador de candidíase crónica – mulher adulta (dos 15 aos 50 anos).

Sintomas: fadiga crônica, perda de energia, mal-estar geral, libido diminuída, sapinho na boca, eructação, gases e cólicas intestinais, prurido retal e função intestinal alterada, infecções vaginais por leveduras, infecções recorrentes da bexiga (cistite), distúrbios menstruais, irritabilidade, depressão, incapacidade de concentração, imunidade baixa, alergias e sensibilidades químicas.

História pregressa: infecções vaginais crónicas por leveduras; uso freqüente de antibióticos para infecções ou acne; uso de anticoncepcionais orais; uso oral de hormônio esteróide. E outras condições: síndrome pré-menstrual, sensibilidade alimentar (a produtos químicos e a outros alérgenos), distúrbios endócrinos, psoríase, síndrome do intestino irritável etc.

Em geral, o diagnóstico de candidíase não é muito fácil, envolve cultura de fezes para a cândida ou níveis elevados de anticorpos contra essa levedura. A candidíase não é uma doença de transmissão exclusivamente sexual.

Terapêutica

Quase todas as deficiências nutricionais podem afetar a imunidade e predispor o organismo ao crescimento excessivo da cândida.

Para que o combate à candidíase crônica seja efectivo, é necessário que se reduzam os factores que predispõem ao excessivo crescimento da cândida no organismo.

Deve-se evitar relação sexual até que a infecção seja combatida. Em geral, as secreções digestivas (ácido clorídrico, enzimas pancreáticas e bile) impedem a proliferação da cândida no trato digestivo. A normalização das secreções digestivas se faz necessária, com o auxílio de remédios botânicos com propriedades estomáquicas (que favorecem a digestão gástrica), hepáticas (que beneficiam o funcionamento do fígado), colagogas (que facilitam o funcionamento da vesícula biliar) e de suplementos de enzimas pancreáticas, importantes para manterem o intestino delgado livre de parasitas (bactérias, leveduras, protozoários e vermes intestinais). A digestão incompleta dos alimentos e das proteínas predispõe o organismo ao desenvolvimento de toxinas e alergias alimentares.

Dietoterapia

A dieta deve ser livre de açúcar refinado (inclusive sucrose, frutose, sucos de frutas, mel e xarope de ácer) e de vegetais ricos em carboidratos (batatas e milho). Os alimentos com alto teor de levedura (mofo), incluindo bebidas alcoólicas, queijos, frutas secas, melões e amendoins, devem ser evitados, pois contribuem para o desenvolvimento da cândida. O leite e os seus derivados também devem ser evitados devido ao seu alto teor de lactose (açúcar do leite) e dos traços presentes de antibióticos, assim como todo os alérgenos conhecidos (pois as alergias podem debilitar o sistema imune e proporcionar um meio mais receptivo para a cândida).

Nutrientes importantes para o combate da candidíase crónica: lacto bacilos, fibras, vitamina A, vitamina B6, vitamina C, zinco, selénio orgânico, ácidos graxos essenciais, ácido fólico e ferro. As pessoas com candidíase crónica, em geral, apresentam uma piora dos sintomas, quando tomam compostos que matam a levedura. Essa reação é ocasionada pela liberação de toxinas provenientes da cândida, quando ela morre. Portanto é importante dar suporte ao fígado antes, durante e depois do emprego de medidas destinadas a combater a levedura. Remédios botânicos: Hydrastis canadensis (Hidraste); Echinacea purpurea (Equinácea); Tabebuia heptaphylla (Pau-d’Arco); Uncaria tomentosa (Unha-de-gato); Taraxacum officinale (Dente-de-leão); Cynara scolymus (Alcachofra); Silybum marianum (Cardo-Mariano); Allium sativum (Alho); chás de gengibre e canela (por apresentarem propriedades antifúngicas). Somente se deve fazer uso de remédios e medicamentos sob a orientação e a prescrição terapêuticas. Deve-se combater a auto-medicação.

Fica aqui o Link se quiser visitar o site: http://www2.uol.com.br/vyaestelar/candidiase.htm

Gilberto Coutinho
é terapeuta naturopata com formação em Medicina Tradicional Indiana

Desde já as vossas melhoras.

32 comentários:

Anónimo disse...

Fiz uma cirugia no intestino (retirada de diverticulo e polipos intestinais) e em seguida apresentei varios sintomas decorrentes da presença de excesso de leveduras no intestino. Não tinha nenhum conhecimento.Foi muito bom ter lido a respeito, para poder entender o que estava acontecendo com meu organismo, e quais cuidados ter a partir do conhecimento que adquiri com os dados aqui informados

Anónimo disse...

Fiz uma cirugia no intestino (retirada de diverticulo e polipos intestinais) e em seguida apresentei varios sintomas decorrentes da presença de excesso de leveduras no intestino. Não tinha nenhum conhecimento.Foi muito bom ter lido a respeito, para poder entender o que estava acontecendo com meu organismo, e quais cuidados ter a partir do conhecimento que adquiri com os dados aqui informados

Anónimo disse...

Obrigada por essas informações, me ajudou muito, vc nem tem ideia! que Deus te dê em dobro =)

carmes disse...

tenho uma amiga que sofre da alergia que tem da candidiase,faz tratamentos a 5 anos e nada ,fica deprimida por todo esse tempo q sopre com essa alergia.ela faz tratamento em belo horizonte viaja 8 horas pra uma consulta pq num tem especialista nesse caso q e raro.gostaria de poder ajuda-la.

Conceição Ramos disse...

Olá a todos!
Eu andei nesta luta muito tempo de olhos fechados, fui ao bloco operatório á custa disto, deixei de trabalhar, gastei o que tinha e o que não tinha, percorri tantas especialidades que não imaginam...a resposta ou o tratamento foi em vão durante anos. Só a minha vontade de viver e a minha persistência me ajudou a sobreviver e ajudar os médicos a me ajudar, já que a maioria desconhece e quando se fala de cândida sempre é canalizado para infecção de origem sexual. Isso é mentira e muita ignorância. Está é uma dura batalha de vencer, quase impossível e que pode ter por trás ma doença qualquer que faça cair nosso sistema imunitário, por isso temos sempre que descartar essa hipótese.Eu sou alérgica a fungos e hoje sei a razão de uma série de distúrbios que tinha em meu organismo faz muitos anos e que uma operação só fez despoletar. Hoje faço vacina para ganhar defesas á cândida, quem faz este acompanhamento são os alergo/imunologistas, por outro lado sou acompanhada por uma boa homeopática para evitar as drogas excessivas e fazer uma dieta tanto quanto possível anti-cândida.assim como por um bom médico de clínica geral. Estou melhor da parte respiratória, mas outros problemas têm vindo a despoletar. adquiri em conjunto fibromialgia ou já a tinha e apenas se agravou. A cândida sempre ase aproveita das pessoas debilitadas e fragilizadas. Ao contrario do que as pessoas pensam, não temos de apanhar cândida com ninguém, todos a temos no nosso organismo com funções especificas e apenas somos atacados por ela quando as bactérias boas do nosso organismo que controlam as cândidas são destruídas.Cuidado com o leite de vaca e as carnes, onde acabamos por ingerir diariamente doses de antibiótico que destroem as nossas bactérias boas e as nossas defesas. Os problemas de cândida quando de repetição não podem ser ignorados e se seu médico não liga, procure outro e diga a seu médico que vá outra vez para a escola.Nós queixamos-nos, cabe-lhes a eles tratarem de descobrir como controlar os problemas de fungos, já que são cada dia mais as pessoas a sofrer deste problema.São eles que ganham balúrdios de dinheiro não temos de ser nós a descobrir o que temos. Os antifungicos ganham habituação por isso nunca se pode repetir o mesmo anti-fungico duas vezes seguidas, e nunca fazer um antibiótico sem antes tomar uma cápsula de anti-fungico 150mg e no fim do antibiótico outra de 150mg. Os antibióticos devem só ser tomadas em ultima estância já que são destruidores do nosso sistema imunitário. Infelizmente eu soube disso á custa da minha saúde, já que meu médico de família( médico da ADMG em Faro) me encheu de Zoref e outros assim como de nimedes para me combater as crises de sinusite que eu fazia.Cada dia maiores, depois veio a bronquite e por aí. Até que antibiótico já não fazia efeito...aquela história não se auto-medico vá ao médico...eu
fui e fizeram isto comigo, por isso, temos de ouvir o nosso corpo o nosso organismo e acima de tudo temos de confiar no médico a quem entregamos a nossa saúde. Tem médicos competentes e tem muito incompetente por aí que só pensa em ganhar dinheiro, agora nestes problemas de cândida ainda está muito por saber e muito por adiantar, apenas sei que temos de aumentar nossas defesas ao máximo e descobrir se por trás não existe mesmo outro mal, depois a vacina é um caminho a seguir tal como uma dieta anti-cândida e por vezes alguns químicos. Eu alterno com a homeopatia evitando tanto quanto possível as drogas.Com os anos e muita força de vontade podemos vir a melhorar, nunca desistam...

Anónimo disse...

CONCEIÇÃO RAMOS, força!!!!! Também estou em uma luta de sete meses.. meu médico já requisitou vários exames.. e todos nada constata. Brinco até que meu médico fica 'chutando' o que eu tenho... hora diz que eu tenho colite, hora fala que o que tenho é intolerância ao glúten, à lactose.. ou seja, ele não sabe por** nenhuma e está brincando com minha saúde. Vou seguir a instrução da Conceição e de vários amigos e trocar de médico. CHEGA! É muito cansativo tudo isso.. À TODOS QUE AQUI ESTÃO, OU QUE POR AQUI PASSARAM.. FORÇA, VAMOS VENCER.

Filomena Lucas disse...

Em Janeiro de 2007, subitamente, intenso mal-estar por todo o corpo, cansaço acompanhado por fortes dores musculares sobre as quais nenhuma medicação actuo, sensação de queimadura na boca, garganta, esófago e a língua muito branca.
Fui ao hospital da minha área a fim de ser vista na urgência e disseram-me estar com uma faringite passando-me medicação "apropriada". Mas a situação prevalece agravando-se ainda mais com o antibiótico. Recorro novamente à urgência mas sem resultados positivos e um mês depois, ao Centro de Saúde com as mesmas queixas.
Exponho a minha situação à médica de família que desvaloriza-a e passa umas análises de rotina para avaliar o estado do fígado que considerou “normais”.
Quando vou fazer as análises, o laboratório aconselha-me a fazer um exsudado naso-faringeo e vaginal que acusa a presença de Cândida Albicans em ambos (mas não garantindo ser essa a causa).
Vou com o resultado das análises ao centro de Saúde e é-me prescrito em doses pequenas (Micoestatim, fluconazol) e um antibiótico (Betamox). Quando começo com esta medicação surge-me uma irritação esofágica intensa e sem resultados positivos, antes pelo contrário, contribui para agravara ainda mais os sintomas: Após a sua ingestão fiquei com dores no lado direito do abdómen, amarela, com ardor vaginal, esofágico e oral acompanhado de fissuras, aftas e buqueiras, nos olhos a presença súbita de pequenos objectos a flutuar no campo visual com formas ramificadas estreitas, irregulares e transparentes às quais se agarram pequenas esferas transparentes (tipo algas na água).

Neste momento os sintomas que me afligem são semelhantes, mais abrangentes e cada vez mais incapacitantes impedindo-me de desempenhar com qualidade qualquer tipo de actividade devido ao mau estar e cansaço permanentes.

Possível causa

Suspeito que tenha sofrido um contágio, visto na altura estar a trabalhar na área da conservação e limpeza de bolores de equipamento áudio visual (Cassetes VHS) num local de fraca higiene e ventilação juntamente com algumas pessoas, em particular, com um indivíduo português que residiu no Brasil durante muito tempo, que, vim mais tarde e depois de doente a descobrir que bebia da minha garrafa de água (…). Tínhamos ainda uma pequena cozinha com talheres comuns que mesmo sendo lavados não o seriam nas melhores condições.
Nessa ocasião estava muito frio e eu estava em baixo fisicamente com gripe, stress, e anemia (que tenho há 15 anos mas nunca me deu grandes complicações)...

Noto que a minha situação agrava-se com mudanças de tempo, quando está quente e húmido, quando tomo antibióticos ou estou com o período e quando ingiro alimentos ricos em amido…
Ao longo destes quatro anos de sofrimento, tenho recorrido a inúmeros médicos que, apesar da boa vontade, nada puderam fazer devido às constantes discrepância entre queixas e análises, deixando-me continuamente em sofrimento. Julgo que desconhecem as múltiplas manifestações do problema ou associam-no quase unicamente aos seropositivos. Como as análises mais comuns, excepto os exsudados, me dão como sã, desvalorizam o meu caso e a situação continua a agravar-se continuamente e sem fim à vista! Apesar das minhas queixas evidenciarem um quadro geral que se fosse cuidadosamente e continuamente observado seria de imediato comprovado mas para isso seria necessário um bom período de internamento hospitalar.
Esta situação impede-me de fazer uma vida normal e de trabalhar o que me está a deixar sem recursos económicos para concretizar a cura.

Filomena Lucas disse...

Continuação...
Logicamente e por falta de opção, comecei a pesquisar por conta própria e, segundo observei, o meu estado assemelha-se a uma candidíase disseminada, pelo seu conjunto sintomático, pela dificuldade em estabelecer um diagnóstico através das análises, pela facilidade de contagio e desenvolvimento do fungo por uma baixa de imunidade, pela minha situação oftálmica que leva a crer numa espécie de endoftalmite.
Até agora para atenuar a minha situação tenho recorrido a lavagens e ingestão de bicarbonato de sódio, a única coisa até hoje que me dá algum alívio!!!
Também à ingestão de iogurtes com bactérias e aplicação tópica de iodo nos locais onde tenho mais mau estar. Quando fiz uma TAC ao abdómen, tive de ingerir iodo, e curiosamente, senti durante os dias seguintes o agravamento do meu estado geral. Houve portanto uma reacção ao elemento que antes me era indiferente.
Como é óbvio realizei inúmeros exames que excluiu os vírus mais conhecidos como HIV, Hepatites, etc.
A sintomatologia inflamatória manifesta-se de forma cíclica pelas várias regiões afectadas, incidindo sobre o coração quando se encontra activa interiormente, porque a pressão dos gases é demasiada. (…)
O Fluconazol nunca surtiu efeito. Possível resistência?

Realizei testes de alergia a cândida e nada... Não sou alergica, ao que concluo que padeço duma infecção.
Haverá a possibilidade dum pólipo que tenho na visicula biliar provocar alterações orgânicas ao ponto de disseminar a cândida?

A anemia constitui um factor de risco para desenvolver Candida?

Dois meses depois de eu apresentar manifestações, a minha avó adoece com o mesmíssimo conjunto sintomático, mas de forma mais leve.Sintomas actuais

• Visualização em ambos os olhos (mais no direito), de inúmeros pequenos objectos transparentes que perecem flutuar no campo visual com formas ramificadas estreitas, irregulares e transparentes às quais se agarram pequenas esferas transparentes (tipo algas na água). - Penso que com recolha e cultura do vítreo será possível determinar eficazmente o elemento patogénico, partindo do principio que o que esta nos olhos também está no corpo!!!
• Sensação de calor e ardência na boca, acompanhada de placa banca/amarelada na língua, com pequenas fissuras ao redor de toda a mucosa, aftas e buqueiras bem como aspecto inflamado e esfoliado e mau hálito;
• Ardor e dor na garganta com muitos pontos brancos nas amígdalas, gânglios inchados e doridos e saliva espessa e espumosa;
• Dores e “gases” na cabeça, irritabilidade.
• Paladar desagradável e tipo bolorento;
• Dores abdominais, com ardência forte sobre o fígado, flatulência excessiva mesmo sem a ingestão de alimentos (recolha de tecidos internos para cultura – Histopatologia – seria determinante)
• Dores musculares por todo o corpo tipo gripe, com particular incidência na perna direita, pescoço e cabeça, articulações doloridas e por vezes inchadas;
• Cansaço, arritmia e sono extremos, mesmo quando acabo de acordar;
• Sensação de envenenamento e náuseas;
• Ardor na bexiga e mucosas (urina espumosa);
• Caris dentárias súbitas resultantes da inflamação oral;
• Ardor, irritação, inchaço, pequenos golpes, corrimento coalhado branco e mal cheiroso na área vaginal, urticária no ânus, na pele do pescoço…;
• Suores frios/ quentes mais comuns de madrugada,
• Prisão intestinal,
• Seborreia excessiva.
• Períodos febris entre 37,5ºc a 39ºc com duração de cerca de 6 a 8 dias mais comuns após os períodos menstruais.
• Urticárias súbitas muito intensas e vastas que podem acontecerem em qualquer parte do corpo. Duram em média 2, 3 dias.


Sinto um enorme abandono no campo médico em Portugal e todos os estudos que vejo são de fora ( Brasil, EUA, Austrália, America Latina...) Por cá só sabem plagiar esses estudos para mostrar trabalho... Se ao menos aprendessem... Mas dá muito trabalhinho...! É melhor usar as doenças banais para despachar que sofre!

Filomena Lucas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Novais Granada disse...

Conceição:
Tenho 76 anos e reformei-me em 2004da profissão de jornalista. Isto para dizer que, ocupando parte do tempo a ler blogues, li o seu, que acho um testemunho surpreendente de coragem em relação a uma doença infelizmente ainda "invisível" à maioria da Medicina portuguesa e muito longe do nosso actual Sistema de Saúde Pública. Já fomos bons, por exemplo, em doenças tropicais, quando detínhamos as colónias. O Instituto de Medicina Tropical e os seus investigadores eram tidos lá fora como dos melhores, mas isso, se visto em termos político-sociológicos, tinha que ver com a necessidade, em primeiro lugar, de salvaguardar a saúde dos nossos cidadãos no Ultramar... Havia pois uma vontade política no ataque e erradicação das patologias tropicais, caso da malária, doença do sono, desinterias amibianas, a própria lepra, etc., etc. A Medicina pós-Abril de 74 enveredou, como não podia deixar de ser, para outro patamar, induzida pelo alto nível do que se faz lá fora, quer a nível de meios auxiliares de diagnóstico quer de especialidades pluridisciplinares, e ainda dos avanços da farmacopeia. No entanto, no que toca a doenças como a de que se queixa, entendo que permanecemos na idade da pedra lascada... O uso e abuso dos meios de análise diminui a capacidade clínica para um diagnóstico assente nas queixas específicas do doente, estorva o senso clínico e aniquila qualquer prognóstico por suspeição... Depois de tudo, o doente que sofre der infecção sistémica como a provocada por candida albicans só tem duas vias: a Medicina privada ou a Pública. A Privada é cara e mesmo assim lá temos a questão do diagnóstico, isto porque a cândida "não está visível nos exames", esconde-se sob camuflagem química. No Serviço de Saúde Público, há que acudir ao hospital ou ao centro de saúde da área, mas de pouco ou nada vale: como a candidíase pode ser uma manifestação parasitária de doença sexualmente transmissível e como ainda estamos a viver em pleno síndrome do HIV, se este não constar da análise - nada feito! Procura-se a causa pelo efeito... E, infelizmente, ainda se ignora, pelo que já se sabe, que a candidíase é uma doença e causa efeitos devastadores.
Os meus desejos de melhoras!

Conceição Ramos disse...

Olá Filomena, entrarei em contacto consigo brevemente. Obrigada pelo seu testemunho.É importante fazer acordar o nosso sistema de saúde para a ignorância sobre este problema de saúde publica que tanto atormenta as pessoas e é tapado desconhecido e ignorado pelos médicos e pelo sistema de saúde em Portugal. Vergonha! Muitas pessoas me contactam na expectativa de eu ter encontrado um meio de por fim a este mal...sofrendo desesperadas. Não sou a única e descobri isso nas minhas pesquisas de muitas noites perdidas procurando salvação, depois exactamente de ser levada por paranoica e ignorada por muitos médicos e prejudicada pelos mesmos, que me tratavam com antibióticos um atrás do outro. Tenho pena que muitos usem os conhecimentos adquiridos com a doença para ganharem dinheiro, para vender produtos e publicidades dos mesmos na net assim como livros sobre o assunto.Eu aqui passo meus conhecimentos sem qualquer objectivo lucrativo, apenas tento ajudar pessoas com o que já sofri, para que sirva de ajuda a outras pessoas que se encontram como eu já me encontrei, perdida e sem saber o que fazer...se acabar com a vida se lutar por ela enfrentando tudo e todos. Cheguei a implorar a uma médica do SAMS que me internasse num dia que dei entrada no serviço de urgências, ao que a mesma me respondeu que não podia internar toda a gente que vai á urgência. Enfim, tive o cuidado de fixar bem o nome dela e jamais a vou esquecer porque eu estava muito mal e ela foi uma besta. Enfim, Portugal é ainda um País de terceiro mundo!

Conceição Ramos disse...

Obrigada por seu comentário prof. Novais Granada. Para mim foi muito importante uma pessoa como o senhor me dar esta força, cujo o objectivo, e trazer a lume uma situação que parece ninguém quer dar a conhecer porque implica despesas e e muito difícil de diagnosticar e pior maioria dos médicos não percebe nada.. Enquanto isso as pessoas vão morrendo não sem antes gastar toneladas de dinheiro, que vai enriquecendo todo um sistema bem montado e disfarçado que todos ocultam fazendo as pessoas se sentir estúpidas e muitas vezes malucas, acabando de as convencer de que precisam de mais um especialista, isto ´´e do psiquiatra.Acontece que no meu caso não resultou porque sou muito lúcida e experiente, estudei anatomia com médicos e trabalhei no corpo humano directamente anos ate ficar doente e n~~ao conseguir mais trabalhar na minha profissão. Mas como par alem de ter estudado anatomia, dermatologia e praticado no corpo, tive a oportunidade de um dia ter estado em coma e ter depois disso sofrido varias outras intervenções. Tenho um verdadeiro curriculum de teórica e praticas e experiência no corpo dos outros e PRINCIPALMENTE no meu corpo o que poucos podem dizer. Enfim bom e mau...mas no meu caso que n
gosto de me fazer de vitima e tento usar a cabeça o máximo, perguntei coisas lutei e não obtive respostas, no entanto levaram-me muito dinheiro e eu senti-me, prejudicada, gozada, desrespeitada, não por todos os medicos mas pela maioria que se fazem de parvos ou porque são mesmo ou porque tem ordem para agir assim. E efectivamente deve ser isso mesmo. Dei-me ao trabalho de saber mais a seu respeito e encontrei na net os seus livros, obrigada e boa sorte, Conceição Ra mos

Anónimo disse...

Lembrando que o iogurte natural e de grande ajuda no tratamento da candida ,quero deixar minha receita .Em 1 litro de leite morno fervido colocar um potinho de activia eu uso o de ameixa mesmo,mexer e cobir com filme de pvc ou pode-se cortar um pedaço daquele plastico fino que vende para lixo de pia ,usar novinho claro,comprar liga nova de dinheiro e colocar 3 ao redor do pote vedando o pvc ou plastico, tudo isso tem que ser feito muito rapido para o leite nao esfriar,o leite e morno nao quente para nao queimar os lactobacilos,deixar DENTRO DE UMA CAIXA DE ISOPOR por 24 horas ,levar a geladeira manter sempre com plastico e liga.Pode-se seguir o mesmo processo para fazer um novo, lembrando que a tendencia dos proximos iogurtes e ficar com gosto mais acido para melhorar o sabor e so colocar apenas uma colher de iogurte dentro de 2 litros do leite morno e deixar menas horas, 12 horas no caso ,na primeira vez so e 24 porque o iogurte que vende deve ter menos lactobacilos,...se guardar em copo na geladeira colocar sempre plastico e liga em duas voltas ,isso porque os lactobacilos morrem em contato com o ar e nao chegam vivos no intestino ,onde devem combater a candida .Em questao de aspecto e sabor e melhor quando se for fazer o batido com frutas no liquidificador ,bater apenas uma pequena amostra com frutas ameixa ,maracuja,etc, e misturar com a parte natural cremosa ,isso porque se bater o preparo todo fica fino tira a cremosidade e ha o risco de elimar lactobacilos na lamina do liquidificador,mas isso tudo e pra quem vai fazer com frutas e nao tomar ao natural,aos meus filhos eu dou iogurte natural sem açucar primeiro e depois um porçao pequena com frutas e pouco açucar ,o iogurte percebo que melhora a imunidade ,ja o açucar quando uso muito, a imunidade baixa.Pode-se fazer o mesmo com yacult.

Anónimo disse...

estou sofrendo ha´três anos de urticária alergica e percebir que sempre nos exames preventivos ginecologicos apresentam candida será que ela está me causando urticaria?

Anónimo disse...

Prezado Carmes, vcê comentou que sua amiga vem a Belo Horizonte em um especialista para fazer tratamento, será que você pode ver com ela quem é pois moro em BH e estou a procura.

Conceição Ramos disse...

Ao anónimo que sofre da urticaria com crises de candidiase, queria dizer que sim..é de certeza a cândida a provocar-lhe a urticaria. essa é outra das experiências que desde o ano passado estou passando. Urticaria e olhos inflamados ou mesmo com infecções constantes...enfim. Os tratamentos não são comparticipados e são caros. Na urticaria dei-me muito bem lavando o corpo com agua morna e Oleoban á venda na farmácia e secando sem esfregar. Depois passar muitas vezes um bom hidratantes para peles muito secas tipo, 3x dia. Beba muita agua e chás anti-fungicos, e de camomila que são anti-inflamatórios e calmantes, sempre até passar tome também um anti-estaminico como o Xizal( 1 comp/dia) que é forte mas se nao resolver pode ter de recorrer a um anti-fungico que é algo a evitar sempre que se pode. Cápsulas de óleo de orégão e de alho da ervanária pode ajudar já que são anti-fungicos naturais.

Conceição Ramos disse...

Nunca se esqueçam que nisto tudo, nada funciona sem uma boa e adequada alimentação muita agua e força de vontade.suplementos alimentares para aumentar o nosso sistema imunológico e probióticos, tomados diariamente para aumentar as defesas das mucosas intestinais..

Anónimo disse...

Estou sofrendo com candidiase. Gostaria de saber sobre a receita de iogurte.ele é feito com que tipo de leite:pasteurizado ou cru#
aguardo resposta

Conceição Ramos disse...

Anónimo, as coisas, não funcionam assim. Deve saber se de facto tem candidiase com exames medicos e que tipo de problema o está fazendo ir á candidiase.Este é um problema sério muito embora por vezes minimizado pelos medicos que nada sabem do assunto,(pelo menos a maioria). Se teve apenas uma baixa de defesas, está com algum corrimento vaginal sem grande problema compre iogurtes com bifidos e coma,não coma queijo nem pão nem beba vinho nem cerveja nem cogumelos, evite os doces, a cândida alimenta-se logo, adora doces e cresce, os alimentos anteriores são fungos e fermentados e fazem-na crescer. Compre baciginal em comp vaginais na farmácia e introduza durante oito dias à noite ao deitar depois de se lavar 1comp na vagina use roupas só de algodão e mantenha o corpo sempre seco.POr ultimo se conseguir vá ao Celeiro ou a outra casa de produtos naturais e compre kéfir uma bactéria boa que defende nosso intestino da cândida beba muita agua coma muito alho,cebola, óleos de orégão á venda em lojas de produtos naturais e tome 2 a 3 por dia antes das refeiçoes,compre tambem acido caprilico em caps. á venda no mesmo sitio e tome uma por dia.se seu caso não for vaginal e for de repetição procure ajuda. se seu medico não ajudar e a fizer sentir estúpida/o e ridícula/o é porque ele não percebe mais. Aí diga-me que tentarei direcciona-la para quem sabe. Conceição

Conceição Ramos disse...

Outra coisa que quero dizer é nada de leite de vaca e derivados e carnes vermelhas. Estes alimentos estão cheios de antibiótico que dão aos animais para não adoecer, assim nós estamos diariamente a ingerir antibioticos sem o sabermos e nossas defesas vão morrendo sem vermos nem sabermos como. Depois são os próprios medicamentos, que nos são receitados por tudo e nada. Os antibioticos destroem tudo dentro de nós o bom e o mau ...nunca se esqueçam antes de o tomarem.

Conceição Ramos disse...

Outra coisa é evitem os hospitais, é de lá que se trás muitas destas infecções mas isso eles não falam claro..e as pessoas têm o mau habito de ir para as urgências por tudo e nada. Hoje só ás portas da morte lá porei os pés. Na Ultima entrada que lá dei entrei com uma infecção nos intestinos (causada pela cândida)sempre de mascara com medo de apanhar alguma coisa, pedi para ser levada para um quarto particular e saí de-lá com uma bactéria hospitalar. Horrível. No Hospital do SAMS, todo chique, mas foi assim mesmo que aconteceu...cheia de dores não voltei lá procurei minha médica que me disse logo para não voltar lá, seria internada de novo e poderia apanhar qualquer outra coisa. Assim foi ela que me combateu a bactéria. Conto-vos isto só para entenderem os ricos que correm quando vão a uma urgência doentes. procurem antes um médico cá fora. Boa sorte

Conceição Ramos disse...

Quanto ao leite a usar se se der bem use leite de soja se não se der bem e for intolerante á soja use leite de cabra á venda no Celeiros ou nos supermercados mas estes não são biológicos.

Anónimo disse...

Primeiro agradeco essas informacoes que realmente sao preciosas para quem sofre com candidiase de repeticao sofro com isso a anos e agora comecei a me vacinar e sinto que nao melhorei nada estou na decima dose e meu utero estava limpo quando a medica me receitou a vacina agora estou em crise tomando essa vacina sera que continuo ?temo que possa criar mais resistecia,agora vou seguir essas dietas e tentar!

Anónimo disse...

Primeiro agradeco essas informacoes que realmente sao preciosas para quem sofre com candidiase de repeticao sofro com isso a anos e agora comecei a me vacinar e sinto que nao melhorei nada estou na decima dose e meu utero estava limpo quando a medica me receitou a vacina agora estou em crise tomando essa vacina sera que continuo ?temo que possa criar mais resistecia,agora vou seguir essas dietas e tentar!

Conceição Ramos disse...

Sei que já existe outras vacinas, eu inclusivo estou tomando uma que vem de Inglaterra e que são um pingos que tomo todos os dias. Embora há vários anos eu estava fazendo uma que vinha de Alemanha e era aplicada no braço pois como sou alérgica a fungos não interessa qual, tenho vivido momentos difíceis num mundo onde as alterações climatéricas vêm trazendo muitos problemas e alterações e ao nosso sistema imunitário tal como os alimentos em geral e medicamentos.Imunidade caí e as frutas também vêm cheias de fungos inclusive. Bem na verdade como já referi antes eu melhorei da parte respiratória, mas passei a ter todo um outro quadro de problemas incríveis, que passei a descrever parcialmente no meu blogue, ainda que com as consequências dos profissionais de saúde que me tratavam. Passei a ter problemas na pele que jamais havia tido nos olhos(infecções) entre outros e sei que não fui a única, apenas parece que todos têm medo de abordar este assunto o que não é o meu caso pois isto é um assunto de saúde publica onde o que interessa não é vender o produto mas a nossa saúde, (para nós não para eles claro). No entanto não posso comer queijo fico logo pior (fermentos) leite de vaca entre outros ) mas isso apenas nos ajuda a não piorar não cura.Parei a vacina que era aplicada na pele e me fazia piorar portanto piorar, mas que sei outras pessoas ficaram bem melhor com ela. Bem eu acho que temos de procurar ver como reagimos á mesma, e ficar a saber que nem todos reagem a vacina da mesma maneira. Tive de ser eu a ver isso pois os alergologistas que me tratavam ignoravam as minhas queixas e não queriam que eu parasse. Eu parei para ver se piorava e não piorei apenas continuo a fazer crises mas não tão acentuadas.Espero e continuo na minha luta e divulgando para quem aqui vêm o que souber para ajudar. Conclusão:

Tem várias vacinas para a cândida e fungos actualmente.
Conheço quem se deu bem e ficou melhor.
E conheço também a quem a vacina fez mal fez reacções adversas.

Depois dessa vacina aplicada no braço surgiram outras mais fracas.

Alergologistas existem vários não somos obrigados a acreditar em tudo o que eles nos dizem e a ficar sempre no mesmo.
Quem sente somos nós
temos direito a informação.
Existe também uma vacina Homeopática que vem de Inglaterra e se toma uns pingos diários.
Os efeitos do tratamento levam anos a ver-se.
A cura nunca é completa segundo o que sempre me foi comunicado.

Anónimo disse...

Olá, Conceição, comecei a ler seu blog e achei muito interessando. me identifiquei com várias coisas, mas fiquei com uma dúvida, talvez vc consiga esclarecer, essa alergia pode ser causada somente pela candida albicans ou por outro fungo também pode dar. Fiz exame de secreção orofaringea e deu albicans, mas na secreção vaginal deu glabrata. Obrigada.

Anónimo disse...

Estou sofrendo candidíase vaginal a 4 meses não tem remédio e pomada que cure não aguento mais sofrer...coceira,vulva cortada,estou entrando em depressão...tenho 39 anos tive duas vezes isso,mas curou sozinho foi algo corriqueiro,mas dessa vez não sei que acontece,fiz papanicolau não deu candidiase,medico me examina consta micose, fungos,não aguento mais,tenho medo de estar com HIV,porque meu corpo não reage este maldito fungo.....me ajudem p favor!!

MCRamos disse...

Minha Amiga Anonima, eu não estou respondendo a anónimos mas vá lá...
Procure aqui no meu site o que eu escrevi sobre cândida.Em vez de se entregar a esse desespero consulte antes um genecologista. Não dê muita atenção ao que lê.E não pense no pior, uma boa parte do que lê é conversa fiada d ignorantes. Pode ter sua imunidade baixa mas não desespere. tenha cuidao com o que come e tome probióticos, para já não coma doces nem beba alcool ou cerveja e coma iogurtes com lactobasilos o e use baciginal na vagina em comprimidos vaginais durante oito dias seguidos introduzidos na vagina. Só na TV é que se fala da candidiase como uma coisa sem importância. Quanto mais antifungicos tomar mais defesas perde. Procure ajuda médica e lembre-se que você pode estar com algum problema de saúde que lhe baixou sua imunidade ou apenas stress.Não quer por isso dizer que esteja com algum mal mortal, isso é muito mais comum do que imagina hoje em dia e uma das causas pode até estar na sua alimentação.Não coma queijo,nem beba leite de vaca ou então só leite biológico, por causa do antibiótico que o leite contém e que por o bebermos todos os dias. Os antibióticos matam tudo dentro de nós, nada de pão com fermento ou compre pão de Espelta á venda nas casas de produtos naturais. Faça analises e peça analises ás fezes de cultura á cândida, pode não acusar nada no entanto. Veja se está tudo bem com o resto da sua saúde sem pânico, que de nada lhe serve a não ser piorar o seu estado. A cândida habita em todos nós e se a nossa imunidade baixa ela pode causar problemas mas não entre em pânico e seja racional.Espero que ela apenas esteja na vaginal a fazer esse prejuízo porque é o mal menor. A cândida é teimosa e persistente pense em não andar de calças apertadas quem sabe é seu caso.Use também durante o dia uma coisa que se compra na Farmácia e que se chama AlKagin gel e aplique durante o dia e á noite use o comprimido vaginal que referi acima. Nada disto evita que faça exames a tudo para ver se não tem mais nada. Depois de ter a certeza procure um medico de homeopatia que seja boa profissional informe-se e analise sua vida, veja se fez alguma cirurgia, se passou por alguma dificuldade grave que a tenha feito entrar em desespero, stress que provoca baixa de imunidade e acima de tudo mantenha a calma pois basta uma crise de stress para fazer a pessoa ter uma crise de candidiase.Não se esqueça de ir fazer exames e não fique a por cremes á toa, esses que eu lhe disse pode por á vontade. REGIME e Fundamental e tome vit.C propolis e equinácia para aumentar as suas defesas á venda na ervanária. Esqueça lá o HIV pois tem muita gente por aí com esse problema sem ter HIV, o que não pode ter é candíase sistémica generalizada. isso sim é muito,vá ao medico e se tiver duvidas procure logo um medico de medicina interna que são os que mais percebem do corpo num todo. Boa sorte e muita calma.

Veronica Nunes disse...

Olá Conceição...
Acho que infelizmente estamos no mesmo patamar, no mesmo mundo em que os fungos nos colocam... Eu tenho alergia grau 4, não sei você... Sei que o máximo é grau 5, o que deve ser fácil de imaginar a situação delicada em que me encontro.
Eu já fiz uso das vacinas, melhorei, e aí fui burra o bastante pra subestimar meu organismo, comi e bebi o que não devia... Enfim de sentia "normal", já que sempre me via como anormal, onde não dava para ir a qualquer lugar sem levar um kit de socorro, sair com o próprio alimento,ou se restringir a ir só aos mesmos lugares (que são poucos) por que são os únicos que você pode se alimentar sem desencandear uma crise imediata...
Eu sofro, estou sofrendo e digo pra mim mesma todos os dias: só mais um dia, vamos lá, força, coragem... E quando tudo dói eu penso nas pessoas que amam e dependem de mim...
Mas é complicado...
Desculpa desabafar, eu já entrei em tantos blogs, que nem sei, já tentei contato com tantas pessoas e nenhuma resposta...
Acho que somos batalhadoras, e merecemos respeito num mundo que pra nós respirar é complicado não é?
Comecei a ler o seu blog, quem sabe eu me inspire e crie o meu, espero que mantenhamos contato...
Obrigada por compartilhar sua história...

Anónimo disse...

Olá. Tenho bastante receio de ter Candidíase sistémica mas nenhum médico me ajuda porque todos a excluem por eu não ter HIV ou diabetes... Conhece algum especialista fiável em Portugal? De preferência em Lisboa... De notar que sou do sexo masculino!

Obrigado!

Anónimo disse...

Por muitos tempo tentei diagnosticar o porque possuo alguns problemas intestinais(RCU), dermatite alérgica e candidíase, que as vezes forma até fissura vaginal. Conforme me alimentava reparava que melhorava ou piorava. Realizei alguns exames e descobri que tenho alergia a lactose além de possuir uma doença imunológica onde meu próprio organismo me ataca (RCU). Está aí a chave de tudo. Os fungos se proliferam mais rapidamente com sistema imunológico defeituoso (Baixo) e a lactose presente no leite e em outros alimentos é um dos componente que alimentam a candidíase além de me trazer problemas intestinais. Estou para começar um tratamento, mas parei de ingerir alimentos com lactose e ja senti uma grande melhora. Evitem leite, alimentos extremamente doces e carboidratos para ver se alguma melhora ocorre. E troquem informações quanto a outros problemas que tenham afinal todas as doenças podem estar relacionadas entre si. beijinhos

Anónimo disse...

Procurem retirar os metais pesado do corpo.
Pesquisem a respeito da prata coloidal.
Oleo de coco.
Kefir.
Deficiências nutricionais.
Parasitoses de difícil diagnóstico estão por trás da infecção por Cândida.
Procurem a dieta GAPS.
Sorte a todos.