quarta-feira, 8 de abril de 2009

3º Dia após vacinação á alergia por cândida Albicans


3º dia após vacinação á alergia por cândida Albicans, parte de trás da parte superior do meu braço

Perto de três anos consecutivos de vacina ás reacções excessivas que faço à cândida albicans , fungo que tem dado cabo de mim . Primeiro durante um ano todas as semanas e agora todos os quinze dias, a aumentar a dose com a frequência necessária, consoante a resposta do meu organismo á mesma.
Esta quinzena, meu nariz e garganta incharam, minha cabeça doí, minhas pernas tremem, todo o meu corpo doí, não consigo fazer nada, meu braço esta enorme.

Mas eu já estava mal quando fui á vacina, por isso a reacção foi maior. Minhas unhas e cabelo estão péssimas, mas continuo a achar que estou a melhorar.
O ano passado nesta mesma altura, (ventos e oscilações de temperatura) eu pensei que não sobrevivia. Portanto coragem porque só com a persistência conseguimos .

Amanhã vou buscar as análises que faço cada quinze dias, quero ver os resultados, vamos ver se o aumento constante da vacina está a nutrir o seu efeito.

3 comentários:

Anónimo disse...

Olá Conceição, meu nome é Silvia, brasileira. Tenho dado uma olhada no seu blog porque acredito que tenho esse mesmo problema que vocë com candida albicans. Te passo o meu e-mail pra, se vocë assim quiser, "trocar algumas figurinhas".

silvia.hudak@ig.com.br

Obrigada, abraços

Silvia

Conceição Ramos disse...

Oh Sílvia,depois falo consigo, tive uma recaída, amanhã ou depois mando um email para você, abraços

Conceição

Anónimo disse...

Olá, Conceição. Cheguei a seu blog procurando por informações acerca de tratamentos alternativos à cândida. Eu a tenho faz mais de um ano e parece que está acabando comigo. Uma das coisas que mais me incomoda é o aspecto branco da língua e sensação de língua podre e azeda, por mais que eu a lave e escove os dentes.
Os tratamentos médicos ortodoxos não resolvem, por isso gostaria de saber qual tipo de médico resolve seu problema (com medicamentos, exames na alemanha, vacina). Este médico segue qual "linha", se orienta por quais fontes? pergunto isso porque moro no Brasil e se não for possível encontrar um médico capaz, teria que direcionar um para as mesmas fontes que ensinaram seu médico a tratar o problema...
muito obrigado!

Eduardo